segunda-feira, 20 de outubro de 2014

0

Veja dicas para economizar sem arruinar sua festa

Bom dia, Mulherzinhas!
Final de ano chegando e dezembro virou o novo maio para casamentos.  Então, dicas para economizar na festa nunca são demais.
Você sonha em casar de véu e grinalda, mas o orçamento está apertado? Planeja fazer itens para o grande dia, ao melhor estilo faça você mesma? De acordo com a cerimonialista e decoradora de eventos Flávia Cavaliere, da Cerimoniale, “uma noiva prendada pode e deve participar dos preparativos. Os talentos em sua volta também devem fazer parte desse momento. Mãe, sogra, madrinhas, amigas formam um mutirão delicioso e muito válido”. Antes de colocar a mão na massa, confira outras dicas da expert para economizar com classe:
Converse!
Você teve uma ideia brilhante para gastar pouco - ou quase nada - com os porta-guardanapos? Sua amiga quer bordar o monograma dos noivos nas almofadas do lounge? Antes de aceitar favores ou transformar a própria casa em um atelier de artesanato, converse com o cerimonial responsável pelo evento. “A afinação entre as ideias do casal e o profissional escolhido para organizar o evento garante o resultado harmonioso. Se a noiva tem o desejo de executar determinadas tarefas durante o casamento, deve expressar sua vontade, dizer o que e como deseja, até que cheguem a uma decisão que combine com o layout proposto ” diz a cerimonialista. Dessa forma você não corre o risco de ter itens em cores ou formas que destoam do que está sendo preparado pelo profissional. 
Comida é coisa de bufê
A gastronomia de um evento não pode ser apenas deliciosa. Os pratos precisam estar prontos dentro do prazo, é preciso logística de transporte e, ainda, garantir um local seguro para estocar e conservar – você não vai querer que seus convidados passem mal porque comeram comida estragada no seu casamento. Isso significa que o bufê deve ser preparado por profissionais, mas há formas de economizar: “Entre gastar a mesma quantia com um jantar completo, oferecido por bufê menos qualificado, ou escolher um coquetel com porções volante em uma empresa experiente e de boa reputação, fique com a segunda opção. Neste caso, menos será mais”, orienta Flávia Cavaliere. E se alguém se oferecer para preparar a comida? “Mães e sogras estão proibidas de ajudar. Ficarão exaustas para a festa porque passarão a véspera dentro da cozinha trabalhando horrores. Doces e bem-casados só devem ser feitos por amigos e familiares se estes forem profissionais no assunto”, sentencia a organizadora de eventos. 
Saiba dizer não
Se você realmente não quer arriscar colocando algum familiar ou amigo para fazer itens que não dominam, simplesmente, diga não. Mas diga com jeitinho. “Basta responder que todos os itens estão inclusos em um pacote que já fazia parte dos serviços contratados no local do casamento, bufê ou cerimonial. Essa resposta cai bem e, na maioria das vezes, representa a realidade”, recomenda Flávia Cavaliere. Mas a sua avó faz questão de testar uma receita de bem-casados para o seu casamento? Para não deixa-la triste, a cerimonialista recomenda oferecer outra ocasião para receber o presente, como o chá de panela, evento mais informal e sem chance de erro. 
Seja econômica e esperta
De acordo com Flávia Cavaliere, noivos com orçamento apertado podem começar a economizar já na busca pelo local da festa. “Escolha um salão simpático, daqueles que são agradáveis mesmo quando estão vazios. Assim não será preciso investir muito na produção. Para humanizar o ambiente, valorize o uso de plantas bonitas e boa iluminação. Troque os arranjos pobres e cheios de mato por ideais criativas e visualmente impactantes, como flores em jarros”, diz Flávia. Gastar rios de dinheiro não é, necessariamente, garantia de uma festa de arromba. “Já vi noivas que gastaram fortunas, mas estavam muito tensas e não conseguiram curtir, enquanto outras, que investiram bem menos, estavam lá de corpo e alma, aproveitando cada segundo”, explica Flávia Cavaliere.
Curta o seu grande dia
Se você não puder ter o melhor de tudo, ok. Não vá sofrer por causa disso. Economize no que for possível e invista em itens importantes, como comida, bebida, fotografia e decoração. Também é importante saber delegar funções, mesmo que você tenha total domínio sobre determinado assunto. “Uma noiva florista saberá exatamente o que pedir a um profissional do ramo, mas não poderá fazer os arranjos da festa porque não terá disponibilidade para passar a manhã sujando unhas e mãos com o material. Um noivo que é DJ não pode passar a festa toda comandando o som e deixar a noiva de lado, mas dará uma palhinha para esquentar a pista de dança. Se a noiva é maquiadora e não abre mão de fazer a própria maquiagem, pode ser difícil delegar essa tarefa a outra pessoa, já que ela cabe no cronograma do casamento. O importante é avaliar se este autosserviço vale a pena”, finaliza a cerimonialista. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© mulherzinhas s/a - 2016. Todos os direitos reservados.
DESIGN E PROGRAMAÇÃO por: TRIZZ DESIGN.
imagem-logo