quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

2

O tempo passa? Não passa

Bom dia, Mulherzinhas!

Muito tem se falado na falta de tempo para tudo, então, aproveitando o gancho que tal um poema de Carlos Drummond de Andrade que tem tudo a ver com o "tempo".


O tempo passa? Não passa 
no abismo do coração. 
Lá dentro, perdura a graça 
do amor, florindo em canção. 

O tempo nos aproxima 
cada vez mais, nos reduz 
a um só verso e uma rima 
de mãos e olhos, na luz. 

Não há tempo consumido 
nem tempo a economizar. 
O tempo é todo vestido 
de amor e tempo de amar. 

O meu tempo e o teu, amada, 
transcendem qualquer medida. 
Além do amor, não há nada, 
amar é o sumo da vida. 

São mitos de calendário 
tanto o ontem como o agora, 
e o teu aniversário 
é um nascer toda a hora. 

E nosso amor, que brotou 
do tempo, não tem idade, 
pois só quem ama 
escutou o apelo da eternidade. 

2 comentários:

  1. Oi lindo o poema, realmente nos faz refletir, apesar de romantico.
    Beijos
    http://comdebyduar.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, um pouco de romantismo para nos fazer pensar rsrs
      Bjs

      Excluir

© mulherzinhas s/a - 2016. Todos os direitos reservados.
DESIGN E PROGRAMAÇÃO por: TRIZZ DESIGN.
imagem-logo